O lugar dos livros

Tenho visto muitas ações interessantes que comungam da ideia de que livro é para ser compartilhado, acho muito importante que mais e mais pessoas conheçam estas iniciativas para que elas cresçam cada vez mais, pois assim o livro e mais importante a literatura estarão ao alcance de todos.

Biblioteca Livre Pote de Mel, ou Bibliopote como é mais conhecida, uma iniciativa muito legal do Alessandro Martins do blog Livros e Afins. A Bibliopote é uma biblioteca livre que fica na Panificadora Pote de Mel em Curitiba, lá ninguém precisa de cadastro, ninguém fiscaliza os livros, é só chegar lá pegar um livro e devolver depois de ter lido, simples assim.

Bicicloteca é como o nome já entrega uma biblioteca sobre rodas, ela é itinerante e circula pelas praças do Centro de São Paulo com a missão de levar cultura e leitura para a população de moradores de rua. Aqui é importante ressaltar que dia 21 passado ela foi roubada e está rolando uma mobilização grande para encontrá-la. A editora Melhoramentos vai financiar uma nova Bicicloteca, e tem também uma campanha grande para mais Biciclotecas, se puder contribua. Robson Mendonça é ex-morador de rua e idealizador do projeto.

Little Free Library é uma iniciativa bem legal que espalha pequenas bibliotecas que ficam ao ar livre e em que as pessoas tomam emprestados e deixam livros com toda a liberdade. A ideia é gringa, mas o Alessandro Martins, junto com o fotógrafo Rodolfo Pajuaba construiram a primeira minibiblioteca de Curitiba. Penso seriamente em criar algo assim aqui na cidade onde moro.

0 thoughts on “O lugar dos livros

  • 30 de September de 2011 at 14:09
    Permalink

    Muito legal esses projetos, aqui se alguém fizer é capaz de nunca mais ninguém ver o livro ou a biblioteca, igual ao caso da bicicleta, que horror. Na época da escola eu com mais uns amigos organizamos uma gibioteca, pra se associar bastava doar no mínimo 3 revistinhas, mesmo ficando dentro de uma sala de aula de uma escola particular a bichinha foi roubada, triste.

    Reply
    • 4 de October de 2011 at 02:03
      Permalink

      ah que triste isso né? Aqui também acho complicado, tempos atrás doei uns livros para a biblioteca pública municipal e depois soube que haviam roubado três volumes, é uma pena, porque muitas pessoas podiam aproveitar.
      estrelinhas coloridas…

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *